sexta-feira, 21 de maio de 2010

IMC - Confiável ou não?

Quando você pratica atividade física, seja ela musculação, corrida, caminhada, ou qualquer outra, é natural adquirir aquele hábito de acompanhar o seu peso constantemente. E então vem a pergunta: Será que o meu peso está bom???

Pensando nisso, muitas pessoas recorrem ao tradicionalíssimo cálculo do IMC, não é mesmo?! Com um cálculo super simples você consegue um indicador mostrando se você está magro, com sobre-peso, gordo, obeso mórbido, enfim, existem várias classificações. Mas... esse tal de índice de massa corporal é confiável mesmo? Será que tenho que seguir as recomendações oriundas deste resultado?

Pois é galera... é bom considerarmos que este índice é apenas uma média, ou seja, é uma análise muito subjetiva sobre suas condições físicas. Eu me lembro muito bem de um professor que me dizia o seguinte nas aulas da faculdade: Tomem cuidado com “a média” pessoal, se você colocar os pés no freezer e a cabeça no forno terá uma temperatura média controlada, mas isso não quer dizer que suas condições estão boas. Rssss. É eu sei que é meio exagero, mas tem algum fundamento.

Pense o seguinte: se um indivíduo com estatura de 1,90 m e que pesa 85 kg realizar este teste seu resultado seria 22,35 e a legenda apareceria assim “parabéns você está no seu peso ideal”! Certo?

Agora considere que este indivíduo tem o seguinte biótipo: Pernas e braços finos e barriga grande... é.. tipo barrigona de shops mesmo! Esse cara nem vai se preocupar em perder gordura, fazer exercícios, etc, porque o bendito IMC acusou que seu “Índice de Massa Corporal” está perfeito. Vê se pode!?

Alguns sites que tem aquele calculador de IMC as vezes apresentam mais uma variável que é a circunferência do punho, eles acrescentam esta informação para indicar também a sua compleição, que nada mais é que uma classificação para sua estrutura corporal: pequena, média ou grande. É claro que melhora sua avaliação... mas a verdade meus amigos é que para ter um resultado confiável nada melhor que a boa e velha avaliação física completa, com dobras cutâneas, medidas das circunferências, diâmetros, Vo2, ICQ, etc.

Assim você consegue saber exatamente onde engordou, onde emagreceu, quanto ganhou de massa, se a massa é magra ou gorda, etc. Pense nisso! Faça seu acompanhamento da forma mais detalhada possível e lute por seus objetivos, é a sua saúde e seu bem estar que estão em jogo.

Boa sorte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado por comentar no meu blog!

Volte sempre!