quinta-feira, 3 de março de 2011

Aulas de JUMP - Eficiência e Diversão

Saudações galera fitness!

Entre tantas atividades disponíveis nas academias hoje em dia (e olha que são muitas) uma delas mantém destaque desde sua chegada ao Brasil (meados de 2000): O Jump.

Esta modalidade está se tornando cada vez mais popular e vários programas de treinamentos são criados e patenteados, utilizando o mini trampolim e muita criatividade como ferramentas de trabalho. Hoje temos muitos sistemas famosos que trabalham com esta modalidade, como a Body Sistem (Body Jump), a Fit Pro (Jump Fit), o SFS (Jump Class), entre outros tantos por ai. Até mesmo encontramos professores que montam sua própria aula e as desenvolvem muito bem nas academias.

O Jump é divertido, ritmado, empolgante e tem grandes benefícios enquanto atividade física, a dinâmica é bem simples e as possibilidades são praticamente infinitas: Utilizando o mini trampolim várias sequências são executadas de acordo com o ritmo de uma música (normalmente bem agitada), a primeira vista parece uma coreografia baseada apenas na música, mas na verdade uma boa aula é preparada com sequências de movimentos que possuem lógica e eficiência. Os grupos musculares são trabalhados com uma sequência que proporciona melhores resultados, passando por níveis de dificuldade diferentes e exigindo cada vez mais coordenação motora do aluno. Uma boa aula é composta por ativação (aquecimento), execução de movimentos em níveis de dificuldade crescente, momento de alto esforço, recuperação e desaceleração.
Mini Trampolim

Eu participo de aulas de Jump desde 2009 e na minha opinião é uma aula aeróbica muito divertida, ta certo que a grande maioria dos adeptos são mulheres até por um certo “receio” que os homens acabam tendo com a modalidade, sei lá, as vezes eles pensam que se trata de dança ou até mesmo uma atividade não tão “pesada”. Eu garanto é bem forte e eficiente sim! No entanto a quantidade de adeptos do sexo masculino vem aumentando consideravelmente, na academia que eu faço até que a turma é bem mista.

Benefícios da aula de Jump

- Melhora o condicionamento cardiovascular
- Aumenta a força dos músculos dos membros inferiores
- Emagrece
- Alivia o stress
- Melhora a circulação sanguínea
- Melhora a circulação linfática
- Melhora a coordenação motora
- Melhora o equilíbrio
- Baixo risco de lesão (Impacto reduzido)
- Aumenta a Resistência Aeróbica.
- Melhora de Ritmo, Velocidade e Agilidade.
- Redução do Percentual de Gordura Corporal.

Quem não pode praticar Jump

- Pessoas com problemas cardíacos
- Pessoas com labirintite não medicada
- Indivíduos com problemas articulares (joelhos, quadril e tornozelo)
- Alguns problemas na coluna (principalmente em fase agudo)
- Gestantes

Em Campinas eu pratico Jump na Academia Aquarius que, na minha opinião, tem a melhor professora de Jump da cidade. Quem quiser conferir a aula da Professora Adriana não vai se arrepender, a aula é muito animada e a pegada é muito forte!


Professora Adriana (Dri)

Eu costumo incluir as aulas de Jump nos meus dias de treino aeróbico, como eu divido meus treinos em musculação e cardio, acabo fazendo corrida em alguns dias e em outros faço aulas de Jump e Spinning, é muito bom variar as modalidades pois o treino fica mais interessante e funcional.

Experimente!

Um grande abraço e bons treinos.

Rodrigo.

9 comentários:

  1. Rodrigo,
    eu gosto de fazer jump, confesso que me falta coordenação no começo, mas depois vou bem.
    Só tem um problema, durante um tempo fiz treinos de pró-percepção e fazia sem tenis, percebi que isso facilitava muito minha vida na "caminha elastica", você acha que existe algum problema ou terei algum impacto em fazer a aula sem tênis?

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Adoro essa aula,faço 1 vez por semana as vezes duas.

    Bons Kms e treinos
    Fabi =)

    ResponderExcluir
  3. faço toda semana e estou apaixonada por essa aula.
    Sem contar que é altamente energizante. Voce volta ligado na tomada com ânimo pra tudo.
    rsrsr

    ResponderExcluir
  4. Olá Cris!! Que bom que vc gosta também de Jump.
    Quanto a prática descalça, eu faço restrição por conta da possibilidade maior de escorregar na cama elástica, porque com o suor em contato com o nailon da cama facilita o deslizamento. Outra coisa desfavorável é o fato de possibilitar que sei pé entre em contato com as molas da borda, daí pode "beliscar" a pele ou até mesmo arranhar a pele na ponta da mola. Eu particularmente prefiro fazer de tênis... Experimente fazer com tênis baixinho, pode ser que melhore sua sensação.

    Espero ter ajudado.

    Bjos e bons treinos.

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  5. Oi Fabi!!

    Eu também não passo uma semana sem praticar.

    Beijos

    Bons treinos

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  6. Oi Myla!! Essa aula é demais mesmo...

    Aparece um dia lá na academia que eu faço pra experimentar.

    Beijos.

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  7. ---------\\\\|/---------
    --------(@@)-------
    -o--oO--(_)--Ooo-
    Excelente matéria Rodrigo, esta aula de Jump é boa mesmo e ainda mais que serve para muitos corredores como treinos educacionais.
    Bom carnaval e bons treinos,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir
  8. E aí Rodrigão, beleza?

    Cara, sempre vejo um pessoalzinho lá na academia fazendo este tal de Jump, mas nunca me chamou a atenção.
    Depois de ler este post seu, acho que vou tentar.

    Valeu pela informação.

    Abração e até a prova do OBA

    Amaral

    ResponderExcluir
  9. Meu nome é Rita já fiz algumas aulas de jump e gosrei muito tenho 51 anos e gostaria de saber se tem diferença entre o jump de molas para o de tiras. Pois comprei um de tiras e acho que ele não me dá o retorno da subida,me canso muito mAIS.
    Obrigada.

    ResponderExcluir

Muito obrigado por comentar no meu blog!

Volte sempre!